O Céu é Logo Ali, de Lilian Farias – Editora Divas

O_CEU_E_LOGO_ALI_1410568250BTítulo: O Céu é Logo Ali

Autora: Lilian Farias

Editora: Divas

Páginas: 126

Fonte: Cortesia da Autora

Skoob

Sinopse (Skoob): “O céu é logo ali representa a liberdade que são as borboletas e nos pássaros. Dolores e Clarice são mulheres que buscam tal liberdade. Dolores é uma mulher de muitas experiências; de vida simples e sem amigos. O único amigo que possui é esquizofrênico e a trata com muito carinho. Clarice é cheia de mimos e sempre teve de tudo, mas o que as liga são suas tribulações de sentimentos e busca por liberdade. Dolores fica encantada com o mais simples dos gestos, um pingo de chuva sobre a pele faz dela a pessoa mais feliz e livre do mundo. Já Clarice tem a vida dos sonhos, porém o destino pode destruí-lo com rapidez. O livro da Lilian é profundo e tocante. Ele nos mostra que devemos aproveitar o momento porque tudo pode acabar em um piscar de olhos.” (Fernanda Bezerra)
“Ao adentrarmos nos mundos distintos dessas duas jovens, mergulhamos numa profusa miscigenação de anseios, lutas, estratégias de sobrevivência. A história de duas mulheres que, unidas pelo destino, resolvem aflorar todo fluxo de sobrevivência do “ser”, do corpo, da alma, da mente, que advém quando se é permitido ser livre. Liberdade, essa, assemelhada a quem saboreia o voo das borboletas.” (Valéria Sabrina)

RESENHA

Há algum tempo que há ansiava por ler algo da autora Lilian Farias, e me sinto muito feliz por tê-la conhecido através do livro O Céu é Logo Ali. É um pequeno livro muito prazeroso, que remete à reflexão e à indagação. Lilian emprega nesta obra uma escrita um tanto quanto filosófica e transcendental. Foge da realidade ainda que fale dela e a use como plano de fundo. Um deleite.

Olhando rapidamente pode-se entender que a obra trata de duas mulheres opostas mas que anseiam ao mesmo transformar, que desejam a mesma mudança, ainda que sejam completamente diferentes socialmente falando. Mas com um olhar mais profundo, entende-se que Lilian transpassa o mundo de Dolores e Clarice e representa nelas perfis e características femininas que podem estar inseridas em cada uma daquelas tantas que conhecemos e que encontramos no dia a dia. Um desejo entranhado do abrir-se para uma nova perspectiva, do encontrar um caminho mais iluminado, em busca de ser ela mesma sem amarras, pressões ou limites. É como se dissesse que a alma feminina é grande demais para ser encerrada dentro de um corpo limitado.

A leitura desta obra não é simples nem rápida embora tenha poucas páginas. É preciso ler com reflexão e profundidade. Lilian escreve de forma que o leitor se sinta não lendo palavras mas ouvindo pensamentos, e isso é genial. Eu sentia como que sua escrita soasse aos meus ouvidos, tamanha a poetização que o texto possui.

O Céu é Logo Ali é um livro para ser analisado, refletido e sentido. Recomendo a leitura pausada e atenta. Sugiro que o leia em silêncio, num ambiente acolhedor e acompanhado de uma xícara de chá – ou café, se preferir – para que o ambiente te fale em consonância com a história. Saboreie-o.

Em se tratando da edição, posso dizer que a obra sobressai à sua publicação. A capa sugere uma história leve e graciosa. Mas encontrei um texto repleto força e impacto, cheio de entrelinhas, insinuações e profundidade… portanto creio que a capa não está totalmente conectada com a história. A edição é simples, e encontrei alguns erros de revisão. Mas enfim, a história merece ser lida, vivida e sentida. Leia e transcenda-se!

 

Avaliação da obra
Data da avaliação
Minha nota:
41star1star1star1stargray

Comente aqui... Agradecemos sua participação!